Galeria

19/10/2012

O MÁGICO SOM DO SAXOFONE DE CHICO AMARAL

Próximos Eventos

1
2
7
4
6
5
3
?1468001446

BH Instrumental

Nos anos 1997/98 a VEREDAS realizou com muito sucesso de público e crítica a “Série Instrumental”, projeto que trouxe pela primeira vez a Belo Horizonte grandes nomes do jazz como John Anderson, Paquito D´Rivera, Gonzalo Rubalcaba, Mike Stern, Joe Zawinul, e também grandes nomes da Música Instrumental Brasileira como Paulo Moura, Zimbo Trio, Guinga, Gilson Peranzzetta, César Camargo Mariano e Romero Lubambo e abriu espaço para grandes músicos mineiros como Juarez Moreira, Toninho Horta, Wagner Tiso, Chiquito Braga e muitos outros mais.
Em 2008, a “Série Instrumental” retornou ao cenário musical da cidade trazendo uma série de 9 espetáculos, sendo 4 no Teatro do Sesiminas – (BANDA MANTIQUEIRA, LEO GANDELMAN, RENATO BORGHETTI e BARBATUQUES), 2 do Grande Teatro do Palácio das Artes (JOBIM JAZZ e WAGNER TISO) e um espetáculo ao ar livre na Praça Marechal Floriano (CHICO AMARAL, JUAREZ MOREIRA E NIVALDO ORNELAS).
A cada edição foi oferecido um workshop gratuito aos músicos e estudantes de música da Grande Belo Horizonte e um ensaio aberto para estudantes da rede pública.
A partir de 2011, a Série Instrumental traz a “ SÉRIE BH INSTRUMENTAL”, com espetáculos na Praça Floriano Peixoto.
O projeto busca assim divulgar a música instrumental trazendo ao palco grandes instrumentistas com o objetivo de formar público para música e popularizar o acesso a espetáculos de qualidade desenvolvendo assim a consciência crítica dos cidadãos. Apoio Institucional: Instituto UNIMED-BH, com os benefícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura através de doações de pessoas físicas.

O MÁGICO SOM DO SAXOFONE DE CHICO AMARAL 19/10/2012

81

Ícone da música brasileira e representante do cenário instrumental de Minas, Chico Amaral sobe ao palco da Praça Floriano Peixoto (Avenida do Contorno), dia 19 de outubro, às 20 horas, pela série de shows BH Instrumental, realizada pela Veredas Produções. Natural de Belo Horizonte, o saxofonista retorna as suas raízes e mostra a experiência adquirida durante a sua carreira e a personalidade da sua música, que conquistou parceiros como Samuel Rosa (Skank), Milton Nascimento, Ed Motta, Lô Borges, Beto Guedes, Erasmo Carlos, Juarez Moreira, Flávio Henrique, Affonsinho, Robertinho Brant, Leo Minax, Túlio Mourão, Totonho Vileroy e Makely Ka.

 

Com cinco álbuns gravados, Livramento (2002), Identidades (2005), Hotel Maravilhoso (2006), Singular (2007) e Província, lançado em 2012 e vencedor do Prêmio Jazz Mineiro do Savassi Festival, Chico Amaral compõe para trabalhos próprios e, também, para músicos brasileiros e produções de dança e cinematográficas. Em 2006, ao lado de Milton Nascimento, o saxofonista compôs “Balé da Utopia”, para o filme de Marcelo Santiago e, com Leo Minax, “Tempo de Samba”, escolhida para a trilha sonora do espanhol “Pudor”, de Tristán e David Ulloa. No ano seguinte, o saxofonista fez a trilha para o ballet do Grupo Corpo Cidadão. Os curtas “Rua do Amendoim”, de João Vargas, e “Diário do Não Ver”, de Cristina Maure e Joana Oliveira, também têm a assinatura do compositor.

 

Como produtor musical, sua atuação é reconhecida pelos trabalhos “Baile de Pulgas”, de Marina Machado, no qual contou com a parceria de Flávio Henrique, e “Aquele verbo agora”, de Vander Lee. Como instrumentista, participou como solista da orquestra de Maria Scheneider, no Tudo é Jazz, em Ouro Preto; acompanhou Cartola em shows em Belo Horizonte; integrou a banda “Sagrado Coração da Terra”, de Marcus Viana; tocou com o Skank , como saxofonista e arranjador do naipe de sopros, durante oito anos, e se apresentou com Jorge Benjor e Lulu Santos em turnês nacionais e internacionais.

 

As composições de Chico Amaral são conhecidas nas vozes de Daniela Mercury, Regina Souza, Maurício Tizumba, Cidade Negra, Ney Matogrosso, Alda Resende, Luisa Possi, Pedro Mariano, Flávio Venturini, entre outros. As premiações e indicações pelos trabalhos do instrumentista também consolidam e divulgam a sua carreira. Parceiro de muitos trabalhos, o saxofonista e Milton Nascimento foram indicados ao Grammy Latino de 2003, com “Pietá”; acompanhado por Samuel Rosa, “Vou Deixar” ganhou o Prêmio Multishow de melhor canção, em 2004 e, no ano de 2007, foi eleito melhor instrumentista do Prêmio BDMG Instrumental, por sua participação na apresentação de André ‘Limão’ Queiroz.

 

Dentre os trabalhos mais recentes deste músico de várias facetas estão as composições para o CD “Estandarte”, último álbum lançado pelo Skank. Em parceria com Celso Moreira, desenvolve uma pesquisa de harmonização e improvisação das melodias do cancioneiro brasileiro.

 

INSTITUTO UNIMED

O Instituto Unimed-BH é uma instituição sem fins lucrativos, criada em 2003, que tem como missão conduzir o programa de Responsabilidade Social da Unimed-BH, contribuindo para a melhoria consciente e continuada da qualidade de vida das comunidades onde ela atua. Como o referencial adotado é a promoção de vidas saudáveis, os projetos do Instituto têm na saúde sua área prioritária de intervenções, mas mantêm interface com outros campos, como a educação, cultura, lazer e capacitação profissional. Além de sua atuação social, o Instituto Unimed-BH busca fortalecer a cultura em Minas Gerais, apoiando projetos artísticos, através de seu programa de incentivo, amparado na Lei Rouanet.  

 

CIRCUITO UNIMED-BH

O Circuito, realizado pelo Instituto Unimed-BH, é um ciclo especial de atrações gratuitas que tem como objetivo envolver a comunidade, incentivando a promoção da saúde e a melhoria da qualidade de vida, por meio da realização de atividades físicas, de lazer e de cultura. A experiência bem sucedida beneficiou, desde novembro de 2010, na Praça Floriano Peixoto, mais de 3.000 pessoas que participaram de aulas de Tai Chi Chuan, caminhadas orientadas e atrações culturais.

Em 2012, o Circuito Unimed-BH retorna com a sua programação no espaço adotado pela Cooperativa, a Praça Floriano Peixoto, com atividades culturais mensais até o final do ano.

 

 

PROJETO SÉRIE BH INSTRUMENTAL APRESENTA CHICO AMARAL

Praça Floriano Peixoto - Dia  19 de outubro de 2012 – sexta –feira,  às 20  horas

Informações- 3222 5271

Apoio Institucional: Instituto Unimed BH

Entrada Franca