Galeria

15/06/2012

PAGODE JAZZ SARDINHA’S CLUB SE APRESENTA NO BH INSTRUMENTAL

Próximos Eventos

1
2
7
4
6
5
3
?1468001446

BH Instrumental

Nos anos 1997/98 a VEREDAS realizou com muito sucesso de público e crítica a “Série Instrumental”, projeto que trouxe pela primeira vez a Belo Horizonte grandes nomes do jazz como John Anderson, Paquito D´Rivera, Gonzalo Rubalcaba, Mike Stern, Joe Zawinul, e também grandes nomes da Música Instrumental Brasileira como Paulo Moura, Zimbo Trio, Guinga, Gilson Peranzzetta, César Camargo Mariano e Romero Lubambo e abriu espaço para grandes músicos mineiros como Juarez Moreira, Toninho Horta, Wagner Tiso, Chiquito Braga e muitos outros mais.
Em 2008, a “Série Instrumental” retornou ao cenário musical da cidade trazendo uma série de 9 espetáculos, sendo 4 no Teatro do Sesiminas – (BANDA MANTIQUEIRA, LEO GANDELMAN, RENATO BORGHETTI e BARBATUQUES), 2 do Grande Teatro do Palácio das Artes (JOBIM JAZZ e WAGNER TISO) e um espetáculo ao ar livre na Praça Marechal Floriano (CHICO AMARAL, JUAREZ MOREIRA E NIVALDO ORNELAS).
A cada edição foi oferecido um workshop gratuito aos músicos e estudantes de música da Grande Belo Horizonte e um ensaio aberto para estudantes da rede pública.
A partir de 2011, a Série Instrumental traz a “ SÉRIE BH INSTRUMENTAL”, com espetáculos na Praça Floriano Peixoto.
O projeto busca assim divulgar a música instrumental trazendo ao palco grandes instrumentistas com o objetivo de formar público para música e popularizar o acesso a espetáculos de qualidade desenvolvendo assim a consciência crítica dos cidadãos. Apoio Institucional: Instituto UNIMED-BH, com os benefícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura através de doações de pessoas físicas.

PAGODE JAZZ SARDINHA’S CLUB SE APRESENTA NO BH INSTRUMENTAL 15/06/2012

72

A tradição da música instrumental carioca em um show que mistura samba, jazz, choro, bossa-nova e até mesmo funk.

 

No dia 15 de junho, sexta-feira, às 20 horas, a série BH Instrumental convidará para subir ao palco da Praça Floriano Peixoto (Av. do Contorno) o experiente time de músicos do Pagode Jazz Sardinha’s Club. O público poderá conferir, gratuitamente, toda a descontração e humor do grupo que está presente no cenário musical desde 1997. No repertório, sucessos do último trabalho da banda, “Cidade Mestiça”, que exalta e valoriza a cultura brasileira.

 

Para interpretar toda a brasilidade das composições que integrarão o set list do show em Belo Horizonte, estão escalados os músicos Rodrigo Lessa (bandolim e bandarra), Roberto Marques (trombone), Bernardo Bosísio (violão e guitarra), Xande Figueiredo (bateria), Marcos Esguleba (percussão), Eduardo Neves (saxofone e flauta) e Edson Menezes (baixo).

 

O Sardinha’s exalta, em “Cidade Mestiça”, temas culturais do nosso país, além de homenagear um dos mais importantes personagens da música instrumental brasileira, o maestro e saxofonista Paulo Moura. Vale ressaltar que a diversidade musical presente no álbum também se dá nos arranjos, assinados pelos músicos.

 

O curioso nome da banda está relacionado a um dos mais tradicionais pontos boêmios do Rio de Janeiro, o Beco das Sardinhas, especializado em sardinha na brasa. Os trabalhos do grupo já foram indicados e premiados em importantes festivais e projetos do Brasil e do exterior, como o Prêmio Tim, na categoria de melhor grupo instrumental, em 2004 e; no projeto Dans Le cadre Du Festival Macunaima Brasil, na França, em 2005.

 

Conheça os integrantes do Pagode Jazz Sardinha’s Club:

 

- Eduardo Neves (sax e flauta):

Tocou e gravou com importantes artistas da MPB, jazz, choro e samba. Participou de turnês em diversos festivais e clubes de jazz na Europa (Montreux, Victoria Gasteiz, JVC, Glasgow, Rome, Bradford, New Morning, Ronnie's Scotts) com o compositor e instrumentista Hermeto Pascoal e, também, com o percussionista Marcos Suzano, no Japão e no continente europeu. Gravou com Caetano Veloso, Ed Motta, Guinga e Zeca Pagodinho, com o qual tocou em Portugal e Angola, além de Nelson Sargento, com quem se apresentou na Suécia, Noruega, Dinamarca, Finlândia e Lituânia. Em 2003, retornou ao Japão como convidado especial do grupo Época de Ouro. Gravou duas edições da série “Casa de Samba” (Universal), com grandes nomes da música brasileira. Seu trabalho autoral encontra-se registrado em CDs de diversos grupos e artistas parceiros como Pagode Jazz Sardinha´s Club, Marcos Suzano, Rodrigo Lessa e no álbum "Novos Rumos", produzido pelo Instituto ItaúCultural.

 

-Rodrigo Lessa (bandolim e bandarra):

O músico, compositor e arranjador é integrante do grupo Nó em Pingo d'Água, com o qual gravou sete discos. Trabalhou como arranjador de diversos artistas como Ivan Lins, Guinga, Leila Pinheiro e Ney Matogrosso.  Já se apresentou ao lado de Chico Buarque, Paulinho da Viola, Sivuca, Rafael Rabelo, e Lula Galvão, além de participar de festivais na Europa, América do Sul e América do Norte. Em 1998, lançou seu primeiro CD solo, “Solbambá”. Seu segundo trabalho solo, “Feito a Mão”, foi lançado em 2001 e traz participações especiais de Dona Ivone Lara, Joyce e do cantor português Janita Salomé. Em 2004, lançou mais dois discos “No Bangalô da Bandola” e “Fora de Esquadro”. Logo após, em 2007, gravou o CD “Das Ilhas Mestiças”, patrocinado pela Petrobras, mesclando as sonoridades das músicas brasileira, cabo verdiana e cubana.

 

-Roberto Marques (trombone):

O músico é considerado um dos mais importantes e versáteis trombonistas brasileiros. Já tocou e gravou com Tom Jobim, Chico Buarque, Milton Nascimento, Roberto Carlos e Marisa Monte, entre outros grandes artistas da MPB. Já se apresentou ao lado de diversos músicos do choro, samba, jazz, além do grupo de pop-rock Titãs. Em 1999, lançou o “Trombone do Brasil”, analisado pela crítica como um dos melhores discos do ano. Em 2003, participou do álbum acústico do cantor Zeca Pagodinho para a MTV/Universal.

 

-Bernardo Bosísio (violão e guitarra):

Formou-se na Berklee College of Music, nos Estados Unidos, onde tocou no grupo da universidade que acompanhava convidados especiais, como John Scofield, Chucho Valdez e Steve Turre. Já se apresentou com Nico Assumpção, Márcio Montarroyos, Robertinho Silva e Paulo Moura. Na música pop, tocou com Ed Motta, Paulinho Moska, Leila Pinheiro e Baby do Brasil. Atualmente, integra os grupos dos artistas Léo Gandelman e Emílio Santiago.

 

-Edson Menezes (baixo):

O músico possui grande experiência no cenário da MPB, jazz e música pop. Trabalhou com Guinga, Leila Pinheiro e Nó em Pingo d'Água, entre outros. Já tocou com Elza Soares, em Londres, onde a cantora foi considerada a “Cantora do Milênio”, pela BBC. Em seu currículo participações em apresentações e gravações com diversos grupos instrumentais e de música pop.

 

-Marcos Esguleba (percussão):

O autêntico percussionista carioca é um dos músicos mais requisitados em gravações no Brasil. Gravou com Roberto Carlos, Caetano Veloso, Chico Buarque, Gilberto Gil, Martinho da Vila, Sérgio Mendes, Beth Carvalho, Elza Soares, João Bosco, Ivan Lins, Maria Bethânia, Alcione, Nana Caymmi, Lulu Santos, Daniela Mercury, entre outros artistas. Atualmente, toca com Zeca Pagodinho e com diversos cantores e compositores de samba, no Brasil e em turnês pelos Estados Unidos, Europa e África.

 

-Xande Figueiredo (bateria):

Tocou e gravou com artistas como Simone, Sivuca, Leny Andrade, Johnny Alf, Baby do Brasil, Dudu Nobre, Ângela Rô Rô, Emílio Santiago, Léo Gandelman e Nico Assumpção, além de participações em turnês pela Europa, Ásia e América do Sul. Em 2004, tocou com Nelson Sargento na Suécia, Noruega, Dinamarca, Finlândia e Lituânia. O músico foi escolhido como um dos melhores instrumentistas do Brasil, pela revista Guitar Player.

 

INSTITUTO UNIMED 

 

O Instituto Unimed-BH é uma instituição sem fins lucrativos, criada em 2003, que tem como missão conduzir o programa de Responsabilidade Social da Unimed-BH, contribuindo para a melhoria consciente e continuada da qualidade de vida das comunidades onde ela atua. Como o referencial adotado é a promoção de vidas saudáveis, os projetos do Instituto têm na saúde sua área prioritária de intervenções, mas mantêm interface com outros campos, como a educação, cultura, lazer e capacitação profissional. Além de sua atuação social, o Instituto Unimed-BH busca fortalecer a cultura em Minas Gerais, apoiando projetos artísticos, através de seu programa de incentivo, amparado na Lei Rouanet. 

 

CIRCUITO UNIMED-BH


O Circuito, realizado pelo Instituto Unimed-BH, é um ciclo especial de atrações gratuitas que tem como objetivo envolver a comunidade, incentivando a promoção da saúde e a melhoria da qualidade de vida, por meio da realização de atividades físicas, de lazer e de cultura. A experiência bem sucedida beneficiou, desde novembro de 2010, na Praça Floriano Peixoto, mais de 3.000 pessoas que participaram de aulas de Tai Chi Chuan, caminhadas orientadas e atrações culturais.


Em 2012, o Circuito Unimed-BH retorna com a sua programação no espaço adotado pela Cooperativa, a Praça Floriano Peixoto, com atividades culturais mensais até o final do ano.

 

 

PROJETO SÉRIE BH INSTRUMENTAL APRESENTA PAGODE JAZZ SARDINHA’S CLUB

 

Praça Florinao Peixoto - Dia 15 de junho – sexta –feira,  às 20 horas


Informações – (31) 3222-5271


Apoio Institucional: Instituto Unimed BH


Entrada Franca