Galeria

01/11/2009

Sérgio Santos

Próximos Eventos

1
2
7
4
6
5
3
?1468001446

Domingo no Museu

Leva para o palco do Museu de Arte da Pampulha grandes nomes da música mineira e brasileira, como Paulo César Pinheiro, Sérgio Santos, Vânia Bastos, Teresa Cristina, Fabiana Cozza, Juarez Moreira, entre outros, mesclando MPB, samba e a musica instrumental. O Projeto acontece sempre no primeiro domingo do mês, às 11h00, no auditório do MAP com ingressos a preços populares.

Sérgio Santos 01/11/2009

5

SÉRGIO SANTOS APRESENTA ARGENTINOS NO MAP
Compositor divide com Aca Seca Trio o Domingo no Museu de novembro

O mineiro Sérgio Santos e o grupo argentino Aca Seca são a atração de novembro do projeto Domingo no Museu. No dia 1º de novembro, às 11 horas, eles fazem única apresentação no Museu de Arte da Pampulha. O show é uma espécie de retribuição a serie de shows que eles fizeram em 2008, junto com o compositor Carlos Aguirre em Buenos Aires, La Plata, Paraná e Rosário, que acabaram servindo como uma introdução da musica do mineiro ao publico da Argentina.
O projeto Domingo no Museu, realização da Veredas Produções faz parte do programa Natura Musical e tem patrocínio da Natura através dos benefícios da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e o co-patrocínio da Líder Aviação através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.
Os ingressos são gratuitos e podem ser retirados no próprio Museu (Av. Otacílio Negrão de Lima, 16585, Pampulha), no dia do show a partir das 10 horas
O grupo Aca Seca nasceu em 1999 na cidade de La Plata, Argentina, enquanto seus integrantes estudavam composição e regência na Universidade Nacional de La Plata.
Tem 2 CDs gravados muito bem recebidos pela crítica e por artistas como Pedro Aznar , Luis Alberto Spinetta e Egberto Gismonti. Em 2005 receberam o  Premio Konex, entregue às 100 personalidades destacadas na música nos últimos 10 anos na Argentina.
O repertório do Trio se baseia em composições próprias e de autores como Juan Falú, Jorge Fandermole, Hugo Fattoruso e Carlos Aguirre. Os três integrantes do Aca Seca também participam de outros trabalhos.
Juan Quintero integra um duo com Luna Monti, recentemente ganhadores do prêmio Clarín Revelación en Folclore. Andrés Beeuwsaert integra o grupo de Pedro Aznar desde 2004, vencedor do premio Clarín Revelación em Jazz, em 2006.
Mariano Cantero faz parte do grupo de Liliana Herrero, Veronica Condomí, de La Bomba de Tiempo e da Banda Hermética.
Atualmente o grupo, que prepara seu primeiro DVD, é uma referência da música argentina e seu CD Avenido foi recentemente editado no Japão.

Sergio Santos, que está em fase final de produção de seu sexto disco, Litoral e Interior, é um dos mais originais compositores brasileiros.     Reverenciado por nomes como Guinga, Dori Caymmi, Joyce e Anthony Wilson, guitarrista da cantora americana Diana Krall. Sergio tem 5 CDs gravados, entre os quais "Áfrico", ganhador do Prêmio Rival BR de melhor disco do ano em 2002.
A atual música folclórica argentina tem hoje uma forte analogia com a nossa música popular brasileira contemporânea.
A intenção de buscar uma relação entre os traços musicais dessas duas linguagens, parte do princípio de que o compositor mineiro e o trio argentino cultivam uma atitude em comum: buscar nas raízes das suas culturas nacionais os elementos musicais com os quais elaboram os seus trabalhos.
Essa atitude construiu a representatividade de seus trabalhos tanto no Brasil quanto na Argentina.  Cada um em sua linguagem, esses artistas vêm oferecendo à música de seus países uma importante contribuição em um caminho que envolve ao mesmo tempo tradição e modernidade, simplicidade e elaboração musical, com uma grande liberdade para tratar as suas raízes culturais.
O espetáculo busca a junção dessas duas experiências, com a interação das interpretações e dos repertórios autorais. Sérgio canta algumas músicas de autoria do Trio, e o Aca Seca canta e toca músicas do compositor.
Uma oportunidade rara de presenciar um encontro único, que abre uma importante porta de integração para a musica dos dois países.

Natura Musical

É o programa de apoio à cultura brasileira da Natura – criado em 2005 - com foco em música. Tem por missão estimular e difundir a música raiz-antena. A música que resulta do encontro de elementos tipicamente brasileiros com conceitos, idéias e sonoridades universais.
Até o momento, o programa apoiou cerca de 115 projetos de todo o Brasil, como: CD e turnê ‘Labiata’, de Lenine; o Livro-CD Jongos do Brasil; a exposição multimídia Smetak – Imprevisto; CD ‘Versátil’, de Nelson Sargento; o portal Caymmi Acervo Digital; CD ‘Afrosambajazz’ e a cantora Marisa Monte. Em Minas Gerais, temos: CD ‘Águaluz’ de Alexandre Andrés; o projeto Luthier; o Festival Internacional do Violão e o projeto Sabará Musical.
Fundamentado de acordo com a Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, com as Leis Rouanet e do Audiovisual, e com a Lei de Incentivo à Cultura do Estado de São Paulo (PAC), o Natura Musical já investiu mais de R$ 22 milhões ao longo desses quatro anos. Mais informações, acesse www.natura.net/patrocinio.

Natura

A Natura é a maior fabricante brasileira de cosméticos e conta atualmente com 5.698 colaboradores. A empresa opera por meio da venda direta e contabiliza 850 mil consultoras e consultores no Brasil e no Exterior. Além do Brasil, também está presente na França e em outros sete países da América latina: Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Venezuela e México, além da Bolívia, onde atua via distribuidor local. Na França, em Paris, a corporação mantém a sua única loja mundial e um centro-satélite de pesquisa e tecnologia.

Serviço:
Domingo no Museu
Sérgio Santos e Aca Seca (ARG)
Local: Museu de Arte da Pampulha (Av. Otacílio Negrão de Lima, 16585)
Data: dia 1 de novembro - domingo
Horário: 11 horas
Entrada Franca
Os ingressos individuais podem ser retirados no próprio Museu, no dia do show a partir das 10 horas.
Informações: 31 3277 7996
Co-Patrocínio: Líder Aviação
Patrocínio: Natura