Galeria

08/07/2011

Pau Brasil Convida Renato Braz

Próximos Eventos

1
7
2
4
6
5
3
?1468001446

BH Instrumental

Nos anos 1997/98 a VEREDAS realizou com muito sucesso de público e crítica a “Série Instrumental”, projeto que trouxe pela primeira vez a Belo Horizonte grandes nomes do jazz como John Anderson, Paquito D´Rivera, Gonzalo Rubalcaba, Mike Stern, Joe Zawinul, e também grandes nomes da Música Instrumental Brasileira como Paulo Moura, Zimbo Trio, Guinga, Gilson Peranzzetta, César Camargo Mariano e Romero Lubambo e abriu espaço para grandes músicos mineiros como Juarez Moreira, Toninho Horta, Wagner Tiso, Chiquito Braga e muitos outros mais.
Em 2008, a “Série Instrumental” retornou ao cenário musical da cidade trazendo uma série de 9 espetáculos, sendo 4 no Teatro do Sesiminas – (BANDA MANTIQUEIRA, LEO GANDELMAN, RENATO BORGHETTI e BARBATUQUES), 2 do Grande Teatro do Palácio das Artes (JOBIM JAZZ e WAGNER TISO) e um espetáculo ao ar livre na Praça Marechal Floriano (CHICO AMARAL, JUAREZ MOREIRA E NIVALDO ORNELAS).
A cada edição foi oferecido um workshop gratuito aos músicos e estudantes de música da Grande Belo Horizonte e um ensaio aberto para estudantes da rede pública.
A partir de 2011, a Série Instrumental traz a “ SÉRIE BH INSTRUMENTAL”, com espetáculos na Praça Floriano Peixoto.
O projeto busca assim divulgar a música instrumental trazendo ao palco grandes instrumentistas com o objetivo de formar público para música e popularizar o acesso a espetáculos de qualidade desenvolvendo assim a consciência crítica dos cidadãos. Apoio Institucional: Instituto UNIMED-BH, com os benefícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura através de doações de pessoas físicas.

Pau Brasil Convida Renato Braz 08/07/2011

49

Dia 8 de Julho, Sexta-feira - às 20 H - Praça Floriano Peixoto - Santa Efigênia - BH/MG.

Em frente ao 1º Batalhão da PMMG - Info.: 31- 3222-5271

 

O grupo Pau Brasil e o cantor Renato Braz são as atrações de julho da Série BH Instrumental.  A apresentação une o altíssimo nível do grupo instrumental com a voz refinada de Renato Braz. No palco se juntam Teco Cardoso (saxofones e flautas), Paulo Bellinati (violão), Nelson Ayres (piano), Rodolfo Stroeter (baixo), Ricardo Mosca (bateria) e Renato Braz (vocal).

O projeto, que traz ao público mineiro concertos públicos e gratuitos, com instrumentistas de primeira linha, acontece mensalmente, alternando o endereço entre as praças Floriano Peixoto e Praça da Saúde.

A única apresentação do Pau Brasil e Renato Braz  será no dia 8 de julho, na Praça Floriano Peixoto, em Santa Efigênia, às 20 horas.

O repertório traz obras como "Ária das Bachianas Brasileiras nº4" (Heitor Villa Lobos), "Modinha" (Heitor Villa Lobos e Manduca Piá), "Tororó" (Edu Lobo e Chico Buarque), "Pulo do Gato" (Paulo Bellinati), "Rancho Fundo" (Ary Barroso e Lamartine Babo), "Desde Ontem" (Dorival Caymmi) e "Cidade Encantada" (Nelson Ayres e Milton Nascimento).

A Série BH Instrumental é uma realização da Veredas Produções em parceria com o Instituto Unimed-BH, através de doações de pessoas físicas e conta com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, fazendo parte do Circuito UNIMED-BH.

PAU BRASIL

O quinteto Pau Brasil nasceu em 1979 e é um dos principais pontos de referência da música instrumental brasileira. Sua proposta original é a criação de um repertório visceralmente brasileiro, com diversas influências, no espírito do "Manifesto Pau Brasil", de Oswald de Andrade, que serviu de inspiração para o nome do grupo. A música é enérgica, cheia de surpresas, de um bom humor contagiante.


Em 1982, um convite da Radio France levou o Pau Brasil pela primeira vez à Europa, representando a música brasileira no Festival de Jazz de Paris. Sua sonoridade única originou convites para uma série de turnês europeias, com apresentações nos melhores festivais e clubes de jazz, nos Estados Unidos e também no Japão.

Em 31 anos de trajetória, mais de 20 músicos passaram por suas diversas formações, como os saxofonistas Roberto Sion e Hector Costita, o acordeonista Toninho Ferragutti, a cantora Marlui Miranda, os tecladistas Lelo Nazário e Cristóvão Bastos e os bateristas Azael Rodrigues, Nenê, Bob Wyatt e Zé Eduardo Nazário. O grupo tem oito CDs, cinco lançados internacionalmente. "Babel", de 1996, foi indicado ao Grammy norte americano na categoria Best Jazz Group.


RENATO BRAZ

Renato Braz começou a carreira se apresentando em pequenas casas de shows e bares noturnos. Em 1996, lançou o disco de estréia, que rendeu uma indicação ao Prêmio Sharp de melhor disco, na categoria revelação. Em 1999 iniciou a carreira internacional, com shows na Alemanha. Fez longa parceria com Dori Caymmi, no seu segundo álbum "Historia Antiga".


A convite de Edu Lobo, integrou o elenco do espetáculo O Grande Circo Místico, ao lado de Arnaldo Antunes, Cássia Eller, Nando Reis, Daniella Mercury, e Orquestra Jazz Sinfônica. Em 2002, como parte da premiação do Prêmio Visa de Música Brasileira lançou pelo selo Eldorado o cd Quixote, com as participações especiais de Alaíde Costa, Chico Cesar e Dori Caymmi.

Em 2004, foi selecionado para representar o Brasil no Festival de Spoleto, nos EUA. Logo depois participou do SUMMER SOLSTICE, concerto realizado anualmente na catedral gótica St. John The Divine. Pouco depois, ao lado de Paul Mc Candless e do coral russo Dimitri Pokrovsky Ensemble, apresentou-se em New York no Winter Solstice Celebration.
Em maio de 2006 lançou o disco "Por Toda a Vida", vencedor do Prêmio Rival Petrobrás na categoria Cantor Popular. Em outubro do mesmo ano, a convite do maestro Nelson Ayres participou do concerto em homenagem ao compositor Heitor Villa-Lobos, ao lado do violonista Fabio Zanon, do flautista Marcelo Barbosa e do Quarteto de cordas da cidade de São Paulo. Em seguida, com Roberta Sá, Maria Rita, João Bosco e Chico Buarque, participou do cd "Forró Pras Crianças".

INSTITUTO UNIMED

O Instituto Unimed-BH é uma instituição sem fins lucrativos, criada em 2003, que tem como missão conduzir o programa de Responsabilidade Social da Unimed-BH, contribuindo para a melhoria consciente e continuada da qualidade de vida das comunidades onde ela atua.
Como o referencial adotado é a promoção de vidas saudáveis, os projetos do Instituto têm na saúde sua área prioritária de intervenções, mas mantêm interface com outros campos, como a educação, cultura, lazer e capacitação profissional. Além de sua atuação social, o Instituto Unimed-BH busca fortalecer a cultura em Minas Gerais, apoiando projetos artísticos, através de seu programa de incentivo, amparado na Lei Rouanet.

CIRCUITO UNIMED-BH

O Circuito, realizado pelo Instituto Unimed-BH, é um ciclo especial de atrações gratuitas que tem como objetivo envolver a comunidade, incentivando a promoção da saúde e a melhoria da qualidade de vida, através da realização de atividades físicas, de lazer e cultura.
A experiência bem sucedida beneficiou, em novembro e dezembro de 2010, na Praça Floriano Peixoto, mais de 3.000 pessoas que participaram de aulas de Tai Chi Chuan, caminhada orientada e atrações culturais.

Em 2011, o Circuito Unimed-BH retorna, neste mês, com sua programação nos dois espaços adotados pela Cooperativa, Praça da Saúde e Floriano Peixoto, com atividades culturais mensais, até o final do ano.

 

 

 

 

O grupo Pau Brasil e o cantor Renato Braz são as atrações de julho da Série BH Instrumental. A apresentação une o altíssimo nível do grupo instrumental com a voz refinada de Renato Braz. No palco se juntam Teco Cardoso (saxofones e flautas), Paulo Bellinati (violão), Nelson Ayres (piano), Rodolfo Stroeter (baixo), Ricardo Mosca (bateria) e Renato Braz (vocal).

 

O projeto, que traz ao público mineiro concertos públicos e gratuitos, com instrumentistas de primeira linha, acontece mensalmente, alternando o endereço entre as praças Floriano Peixoto e Praça da Saúde.

 

A única apresentação do Pau Brasil e Renato Braz será no dia 8 de julho, na Praça Floriano Peixoto, em Santa Efigênia, às 20 horas.

O repertório traz obras como "Ária das Bachianas Brasileiras nº4" (Heitor Villa Lobos), "Modinha" (Heitor Villa Lobos e Manduca Piá), "Tororó" (Edu Lobo e Chico Buarque), "Pulo do Gato" (Paulo Bellinati), "Rancho Fundo" (Ary Barroso e Lamartine Babo), "Desde Ontem" (Dorival Caymmi) e "Cidade Encantada" (Nelson Ayres e Milton Nascimento).

 

A Série BH Instrumental é uma realização da Veredas Produções em parceria com o Instituto Unimed-BH, através de doações de pessoas físicas e conta com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, fazendo parte do Circuito UNIMED-BH.

 

PAU BRASIL

 

O quinteto Pau Brasil nasceu em 1979 e é um dos principais pontos de referência da música instrumental brasileira. Sua proposta original é a criação de um repertório visceralmente brasileiro, com diversas influências, no espírito do "Manifesto Pau Brasil", de Oswald de Andrade, que serviu de inspiração para o nome do grupo. A música é enérgica, cheia de surpresas, de um bom humor contagiante.

 

 

Em 1982, um convite da Radio France levou o Pau Brasil pela primeira vez à Europa, representando a música brasileira no Festival de Jazz de Paris. Sua sonoridade única originou convites para uma série de turnês europeias, com apresentações nos melhores festivais e clubes de jazz, nos Estados Unidos e também no Japão.

 

Em 31 anos de trajetória, mais de 20 músicos passaram por suas diversas formações, como os saxofonistas Roberto Sion e Hector Costita, o acordeonista Toninho Ferragutti, a cantora Marlui Miranda, os tecladistas Lelo Nazário e Cristóvão Bastos e os bateristas Azael Rodrigues, Nenê, Bob Wyatt e Zé Eduardo Nazário. O grupo tem oito CDs, cinco lançados internacionalmente. "Babel", de 1996, foi indicado ao Grammy norte americano na categoria Best Jazz Group.

 

 

RENATO BRAZ

 

Renato Braz começou a carreira se apresentando em pequenas casas de shows e bares noturnos. Em 1996, lançou o disco de estréia, que rendeu uma indicação ao Prêmio Sharp de melhor disco, na categoria revelação. Em 1999 iniciou a carreira internacional, com shows na Alemanha. Fez longa parceria com Dori Caymmi, no seu segundo álbum "Historia Antiga".

 

 

A convite de Edu Lobo, integrou o elenco do espetáculo O Grande Circo Místico, ao lado de Arnaldo Antunes, Cássia Eller, Nando Reis, Daniella Mercury, e Orquestra Jazz Sinfônica. Em 2002, como parte da premiação do Prêmio Visa de Música Brasileira lançou pelo selo Eldorado o cd Quixote, com as participações especiais de Alaíde Costa, Chico Cesar e Dori Caymmi.

 

Em 2004, foi selecionado para representar o Brasil no Festival de Spoleto, nos EUA. Logo depois participou do SUMMER SOLSTICE, concerto realizado anualmente na catedral gótica St. John The Divine. Pouco depois, ao lado de Paul Mc Candless e do coral russo Dimitri Pokrovsky Ensemble, apresentou-se em New York no Winter Solstice Celebration.

Em maio de 2006 lançou o disco "Por Toda a Vida", vencedor do Prêmio Rival Petrobrás na categoria Cantor Popular. Em outubro do mesmo ano, a convite do maestro Nelson Ayres participou do concerto em homenagem ao compositor Heitor Villa-Lobos, ao lado do violonista Fabio Zanon, do flautista Marcelo Barbosa e do Quarteto de cordas da cidade de São Paulo. Em seguida, com Roberta Sá, Maria Rita, João Bosco e Chico Buarque, participou do cd "Forró Pras Crianças".

 

INSTITUTO UNIMED

 

O Instituto Unimed-BH é uma instituição sem fins lucrativos, criada em 2003, que tem como missão conduzir o programa de Responsabilidade Social da Unimed-BH, contribuindo para a melhoria consciente e continuada da qualidade de vida das comunidades onde ela atua.

Como o referencial adotado é a promoção de vidas saudáveis, os projetos do Instituto têm na saúde sua área prioritária de intervenções, mas mantêm interface com outros campos, como a educação, cultura, lazer e capacitação profissional. Além de sua atuação social, o Instituto Unimed-BH busca fortalecer a cultura em Minas Gerais, apoiando projetos artísticos, através de seu programa de incentivo, amparado na Lei Rouanet.

 

CIRCUITO UNIMED-BH

 

O Circuito, realizado pelo Instituto Unimed-BH, é um ciclo especial de atrações gratuitas que tem como objetivo envolver a comunidade, incentivando a promoção da saúde e a melhoria da qualidade de vida, através da realização de atividades físicas, de lazer e cultura.

A experiência bem sucedida beneficiou, em novembro e dezembro de 2010, na Praça Floriano Peixoto, mais de 3.000 pessoas que participaram de aulas de Tai Chi Chuan, caminhada orientada e atrações culturais.

 

Em 2011, o Circuito Unimed-BH retorna, neste mês, com sua programação nos dois espaços adotados pela Cooperativa, Praça da Saúde e Floriano Peixoto, com atividades culturais mensais, até o final do ano.