Galeria

18/11/2010

Célio Balona

Próximos Eventos

1
2
7
4
6
5
3
?1468001446

BH Instrumental

Nos anos 1997/98 a VEREDAS realizou com muito sucesso de público e crítica a “Série Instrumental”, projeto que trouxe pela primeira vez a Belo Horizonte grandes nomes do jazz como John Anderson, Paquito D´Rivera, Gonzalo Rubalcaba, Mike Stern, Joe Zawinul, e também grandes nomes da Música Instrumental Brasileira como Paulo Moura, Zimbo Trio, Guinga, Gilson Peranzzetta, César Camargo Mariano e Romero Lubambo e abriu espaço para grandes músicos mineiros como Juarez Moreira, Toninho Horta, Wagner Tiso, Chiquito Braga e muitos outros mais.
Em 2008, a “Série Instrumental” retornou ao cenário musical da cidade trazendo uma série de 9 espetáculos, sendo 4 no Teatro do Sesiminas – (BANDA MANTIQUEIRA, LEO GANDELMAN, RENATO BORGHETTI e BARBATUQUES), 2 do Grande Teatro do Palácio das Artes (JOBIM JAZZ e WAGNER TISO) e um espetáculo ao ar livre na Praça Marechal Floriano (CHICO AMARAL, JUAREZ MOREIRA E NIVALDO ORNELAS).
A cada edição foi oferecido um workshop gratuito aos músicos e estudantes de música da Grande Belo Horizonte e um ensaio aberto para estudantes da rede pública.
A partir de 2011, a Série Instrumental traz a “ SÉRIE BH INSTRUMENTAL”, com espetáculos na Praça Floriano Peixoto.
O projeto busca assim divulgar a música instrumental trazendo ao palco grandes instrumentistas com o objetivo de formar público para música e popularizar o acesso a espetáculos de qualidade desenvolvendo assim a consciência crítica dos cidadãos. Apoio Institucional: Instituto UNIMED-BH, com os benefícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura através de doações de pessoas físicas.

Célio Balona 18/11/2010

36

CÉLIO BALONA COMEMORA 50 ANOS DE CARREIRA e INAUGURA CIRCUITO UNIMED-BH

 

Circuito Unimed-BH recebe espetáculo em que compositor convida amigos e público para um passeio pela história da música brasileira

 

Cinquenta anos dedicados à música. Célio Balona comemora esse marco de imensa importância com um grande show no próximo dia 18 de novembro.  O show faz parte da Série BH Instrumental está marcado para as 20h, na Praça Floriano Peixoto, Bairro Santa Efigênia e inaugura o Circuito Unimed-BH.

A Série BH Instrumental é uma realização da Veredas Produções com o apoio institucional do Instituto Unimed-BH por meio de doações de pessoas físicas e conta com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

No espetáculo, Célio Balona divide o palco com companheiros de muitos caminhos e mostra ao público novos talentos. Ao lado de seu instrumento principal, o acordeon, Balona convida o público para um passeio pela história da música brasileira e pela sua própria história.

No palco, fazem companhia a Célio Balona parceiros de diversas gerações: Christiano Caldas (piano e teclados), Milton Ramos (contrabaixo acústico e elétrico), Hudson Vaz (bateria), Bill Lucas (percussão), Serginho Silva (percussão), Cleber Alves (saxofone tenor e soprano), Betinho Junior (saxofone barítono), Alaércio Martins (trombone), Juventino Dias (trompete e Flugel Horn) e Anderson de Oliveira (violoncelo).

 

O ARTISTA

 

Mineiro de Visconde do Rio Branco, Célio Balona é compositor, arranjador, tecladista, acordeonista. Estudou com a professora Zilah Guimarães e na Escola de Formação Musical da Polícia Militar de Minas Gerais. Aos 15 anos já atuava como músico profissional em orquestras de baile. Na década de 1960, ao lado de Nivaldo Ornelas e Wagner Tiso, formou seu primeiro grupo musical. Mais tarde começou a se dedicar à composição e aos instrumentos eletrônicos. Gravou vários discos e participou de festivais no Brasil e exterior. Fez turnês pelos Estados Unidos, México, Colômbia, Espanha, Inglaterra, França e foi o representante da América Latina no Festival Electone Yamaha no Japão.

Participou do CD e DVD Projeto Brasil de Antonio a Zé Kéti, junto com o pianista Clóvis Aguiar e o baixista Milton Ramos. Atualmente trabalha com shows, trilhas sonoras para cinema e documentários. Sua trilha para o filme Alumbramentos, da cineasta Laine Milan, foi premiada como Melhor Trilha Sonora no Festival de Cinema de Juiz de Fora. Em 2009 foi finalista do Grande Prêmio Vivo do Cinema Brasileiro 2009 na categoria Trilha Sonora Original com a música composta para o longa-metragem Cinco frações de uma quase história, do diretor Guilherme Fiuza.

Tem sete discos gravados ao longo de sua carreira e cinco CDs lançados Batuquerê, Cantigas, Trilhas, Coletânea, e mais recentemente Alumbramentos.

 

 O PROJETO

 

A Série BH Instrumental é um projeto iniciado em 1997, pela Veredas Produções. Durante dois anos, Belo Horizonte recebeu um rol de importantes artistas que se dedicam à música instrumental, em shows de qualidade e com ingressos acessíveis. Depois de um hiato de pouco mais de dez anos, a Veredas resolveu retomar o bem-sucedido projeto, propondo para 2008 um ciclo de nove espetáculos protagonizados por grandes representantes do gênero, com completa infra-estrutura para receber o público e ingressos a preços populares.

 

 INSTITUTO UNIMED-BH

 

O Instituto Unimed-BH é uma instituição sem fins lucrativos, criada em 2003, que tem como missão conduzir o programa de Responsabilidade Social da Unimed-BH, contribuindo para a melhoria consciente e continuada da qualidade de vida das comunidades onde ela atua.

Como o referencial adotado é a promoção de vidas saudáveis, os projetos do Instituto têm na saúde sua área prioritária de intervenções, mas mantêm interface com outros campos, como a educação, cultura, lazer e capacitação profissional. Além de sua atuação social, o Instituto Unimed-BH busca fortalecer a cultura em Minas Gerais, apoiando projetos artísticos, através de seu programa de incentivo, amparado na Lei Rouanet.

 

Circuito Unimed-BH

 

Com a inauguração, a Unimed-BH lança também o Circuito Unimed-BH, uma programação regular de atividades de saúde, cultura e lazer para incentivar a comunidade a buscar qualidade de vida em um local seguro e agradável.

Duas vezes na semana haverá um professor de educação física na praça para orientar os praticantes de caminhada. Aos sábados, pela manhã, acontecerão aulas gratuitas de tai chi chuan. Além disso, haverá uma programação cultural.

 

SÉRIE INSTRUMENTAL

Célio Balona e banda

Dia 18 de novembro, quinta-feira, às 20h

Praça Floriano Peixoto, Santa Efigênia

ESPETÁCULO GRATUITO!

 

                          ASSESSORIA DE IMPRENSA
                          Artelivre Produção e Comunicação

 

                          Beth Santos
                          (31) 9123-8000