Próximos Eventos

1
2
7
4
6
5
3
?1468001446

Outros Projetos

Entre os trabalhos realizados pela empresa, destacam-se:

2000 a 2011 - Projeto "Música no Museu da Pampulha" no Museu de Arte da Pampulha;
2003 a 2011 – Projeto “Domingo no Museu” no Museu de Arte da Pampulha;
1997 e 1998 / 2007 a 2011 - “Série Instrumental” - apresentando Paulo Moura, Juarez Moreira, Wagner Tiso, Leo Gandelman, Zimbo Trio, Paquito D`Rivera, Mike Stern, César Camargo Mariano, Guinga, Nenê, Nelson Freire; Afrosambajazz, Barbatuques, Renato Borguetti, Violões de Minas, Carlos Malta e Pife Muderno, Arthur Moreira Lima, Célio Balona.
2007 a 2011 - "Festa da Música" que trouxe 50 atrações musicais gratuitas em praças e teatros de Belo Horizonte, atingido um público aproximado de 100 mil pessoas por edição;
2006 – Produção executiva do Ciclo de Palestras “O Esquecimento da Política”.
2002 a 2009 - Projeto “2 Tempos” no Museu Histórico Abílio Barreto;
2002 e 2003 – “Seminário de Marketing Cultural” na cidade de Goiânia;
1999 - Divulgação e Assessoria de Imprensa de diversos shows, entre eles Djavan, Zizi Possi, Deep Purple, Credende Clearwater Revival;
1996 e 1997 - I° e II° Seminário de Ritmos Brasileiros em Belo Horizonte e Ouro Preto.
1998 e 2007: “Encontros Musicais” com César Camargo Mariano, Paulo Moura, Guinga, João Donato, Naná Vasconcelos, Juarez Moreira, Gilson Peranzzetta e Nenê”, “Concerto da Harmonia” com Nelson Freire.
Outros artistas produzidos pela empresa: Duo Assad, Hermeto Pascoal, Egberto Gismonti, Madredeus, Sérgio Santos, Bill Evans, O Mistério das Vozes Búlgaras, Joe Anderson, Joe Zawinul Syndicate, Betty Carter, Olívia Byngton, Zé Miquel Wisnik, Paulo Bellinati, Pau Brasil, Nelson Ayres, Rosa Passos, Ná Ozzetti, Quinteto Villa Lobos, Um Sopro de Brasil, Violões do Brasil, Mônica Salmaso, Antonio Meneses, entre outros.


Parceiros
Com alto índice de retorno institucional, os projetos da VEREDAS PRODUÇÕES estão em conformidade com a legislação em vigor.
Confira alguns patrocinadores que apóiam e apoiaram nossos projetos.

• UNIMED – BH
• TECNOCAL
• EMIVE
• Vox Populi
• Telemig
• Grupo Adservis
• Racimec Informática Brasileira S/A
• Prosegur Transportadora de Valores Segurança
• Informática Progresso Ltda.
• Origin C&P Services Brasil Participações Ltda.
• Vitae Serviços Assistenciais S/C Ltda.
• Microcity Computadores e Sistemas Ltda.
• Hospital Vera Cruz
• Tecar Automóveis
• Hospital Socor S/A
• Instituto Pitágoras de Educação Sociedade Ltda.
• Opção Serviços Gerais Ltda.
• Central Beton
• Refrigerantes Minas Gerais
• Rede Promenade
• Acesita
• Líder Táxi Aéreo
• Banco Itaú
• MG Informática
• MSA Tecnologia da Informação
• Banco Bonsucesso
• Garra Veículos
• Audi Carbel
• Strada Fiat
• Gerdau Açominas
• Hermes Pardini
• Líder Aviação
• Scalla Gráfica
• Instituto Cidadania Unimed BH
• Royal Golden Hotel
• Casa dos Contos
• Natura

Aliéksey Vianna 27/04/2010

24

Natura apresenta o violonista ALIÉKSEY VIANNA no lançamento de seu novo cd, ao lado do Quarteto Taron, dia 27 de abril, no Grande Teatro do Palácio das Artes

Um dos mais importantes violonistas de sua geração, Vianna apresenta “Ritmos e Danças – Música Pan-Americana para Violão e Quarteto de Cordas”, seu segundo álbum, com patrocínio do Natura Musical

Com uma trajetória que inclui 25 premiações em concursos de violão nos EUA, Europa e Brasil, além de colaborações com nomes referenciais da cena musical, como Pierre Boulez, Sérgio Assad e Petri Sakari, o violonista mineiro Aliéksey Vianna apresenta-se no Grande Teatro do Palácio das Artes  em 27 de abril, 20h, para lançar seu novo CD, “Ritmos e Danças – Música Pan-Americana para Violão e Quarteto de Cordas”. O projeto de gravação do CD e turnê de shows foi selecionado no Edital Regional MG do Natura Musical.

Ao seu lado no palco estará o Quarteto Taron, formado pelos músicos Frank Hämmer e Jovana Trifunovic  (violinos), Lina Radovanovic (violoncelo) e Katarzyna Druzd (viola).

Aliéksey Vianna alia uma sólida formação erudita a um profundo envolvimento com a música popular e a arte da improvisação, o que lhe conferiu uma reputação internacional como um dos principais violonistas de sua geração. Entre recitais solo, música de câmara e concertos com orquestra, já se apresentou em algumas das principais salas de concerto de mais de 30 países, dentre elas o Carnegie Hall, de Nova York, a Ópera do Cairo, o Stadtcasico, da Basiléia e o Yerba Buena Center for the Arts, de San Francisco. Seu primeiro álbum, dedicado à obra de Sérgio Assad para violão solo, foi produzido pelo próprio compositor, para a gravadora americana GSP.

Já para “Ritmos e Danças – Música Pan-Americana para Violão e Quarteto de Cordas”, Vianna procurou combinar um repertório de sonoridade refinada, própria da tradição da música erudita de quintetos com cordas, à música mais rítmica e vigorosa do folclore latino-americano e do jazz. Assim, embora este tipo de formação possa remeter à música européia da primeira metade do século XIX, dos sete compositores escolhidos - todos originários do continente americano - cinco são vivos e mundialmente consagrados como ícones do violão moderno.

Das sete obras, quatro aparecem como primeiras gravações mundiais: Five World Dances (Sérgio Assad, 2002); Ritmos e Danças (Egberto Gismonti, 1974); Migration (Ralph Towner, EUA, 2003) e Cuatro Danzas Sibilinas (Eduardo Ângulo, México, 2003); e duas outras, primeiras gravações nacionais: Las Presencias No. 6 “Jeromita Linares” (Carlos Guastavino, Argentina, 1965); e Concerto a Cinque (Guido Santorsola, Uruguai, 1978). Completa o álbum Quintetto, do cubano Leo Brouwer (1957).

“Um disco como este é inesperado e indispensável. Inesperado porque seria bem mais simples, para um solista da categoria de Aliéksey Vianna, preparar um repertório solo; no entanto ele não só projetou um álbum de quintetos para violão e quarteto de cordas, onde o violão está mais para um inteligente meio de campo que para artilheiro, mas caprichou num álbum duplo. Indispensável porque, ao invés de escolher as duas ou três peças que o violão toca com mais freqüência nessa formação, ele foi atrás das obras de personalidade mais forte, que carregam não só qualidade musical, mas também toda a força de uma cultura nas costas”, analisa o  violonista Fábio Zanon.

Mais sobre Alieksey Vianna - Aliéksey começou seus estudos de violão em Belo Horizonte com o professor Rogério Bianchi. Concluiu o curso de Formação Musical da EM-UFMG, onde estudou com os professores Fernando Araújo, Maria Raquel Marcondes e José Lucena Vaz. Depois foi aluno de Thomas Patterson na University of Arizona. Participou também de Master Classes com Sérgio e Odair Assad, Manuel Barrueco, Abel Carlevaro, Oscar Ghiglia, Hopkinson Smith, Paul Odette, Nigel North e Ralph Towner, entre outros.

Em 2002, concluiu seu bacharelado em violão no San Francisco Conservatory of Music na classe do professor David Tanenbaum. Atualmente cursa o mestrado em performance na classe de Pablo Márquez da Hochschule für Musik Basel, na Suíça. Aos 34 anos, Alieksey Vianna já acumula apresentações como solista frente a orquestras como a Sinfônica de Campinas, Ciudad de Almería (Espanha), Filarmônica de Beiras (Portugal), Filarmônica de Turku (Finlândia) e formações de câmara como a Aukso Tychy Chamber Orquestra (Polônia), o grupo sueco Knifkvarteten, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo e Quarteto Mineiro de Cordas.

Também como camerista já esteve ao lado do violoncelista Dimos Goudaroulis, dos flautistas Maurício Freire Garcia e Antonio Carlos Carrasqueira, do violonista Dusan Bogdanovic e o Quarteto Brasileiro de Violões. Em 2001, foi convidado para integrar o septeto formado para uma apresentação especial da obra “Le Marteau sans Maitre”, regida pelo próprio compositor, Pierre Boulez, no Carnegie Hall.

Atuando com desenvoltura tanto na música erudita quanto na música popular, tem colaborado com alguns ícones do jazz e da música brasileira. Entre eles, o oboísta Paul McCandless (do grupo Oregon); o baterista Peter Erskine (Weather Report); o violinista Tracy Silverman (Turtle Island String Quartet); o saxofonista Harvey Wainapel; o trombonista Bill Watrous; o violonista Marco Pereira; o percussionista Décio Ramos (UAKTI); o baterista Neném; e o flautista Carlos Malta. É também um dos diretores fundadores do Festival Internacional de Violão de Belo Horizonte.

PROGRAMA DO CONCERTO

Five World Dances Sérgio Assad
Las Presencias Nº6 -“Jeromita Linares” Carlos Guastavino
Quintetto Leo Brouwer

FICHA TÉCNICA DO CD

“Ritmos e Danças – Música Pan-Americana para Violão e Quarteto de Cordas”.
ALIEKSEY VIANNA (violão)
Five World Dances Sérgio Assad *
Ritmos e Danças Egberto Gismonti **
Las Presencias Nº6 -“Jeromita Linares” Carlos Guastavino *
Quintetto Leo Brouwer *
Migration Ralph Towner **
Cuatro Danzas Sibilinas Eduardo Ângulo **
Concerto a Cinque Guido Santorsola *
* Com o Ensemble SP
Betina Stegmann e Nelson Rios – violinos / Marcelo Jaffé – viola / Robert Suetholz – violoncelo
** Com o Quarteto Harmony
Yu Zhuang e He Lin – violinos / Yun Wu- viola / Shaojun Chen- violoncelo
Mixagem e masterização Jan Erik Kongshaug
Patrocínio Natura

Natura Musical

É o programa de apoio à cultura brasileira da Natura – criado em 2005 - com foco em música. Tem por missão estimular e difundir a música raiz-antena. A música que resulta do encontro de elementos tipicamente brasileiros com conceitos, idéias e sonoridades universais.

Até o momento, o programa apoiou cerca de 115 projetos de todo o Brasil, como: CD e turnê ‘Labiata’, de Lenine; o Livro-CD Jongos do Brasil; a exposição multimídia Smetak – Imprevisto; CD ‘Versátil’, de Nelson Sargento; o portal Caymmi Acervo Digital; CD ‘Afrosambajazz’ e a cantora Marisa Monte. Em Minas Gerais, temos: CD ‘Águaluz’ de Alexandre Andrés; o projeto Luthier; o Festival Internacional do Violão e o projeto Sabará Musical.
Fundamentado de acordo com a Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, com as Leis Rouanet e do Audiovisual, e com a Lei de Incentivo à Cultura do Estado de São Paulo (PAC), o Natura Musical já investiu mais de R$ 22 milhões ao longo desses quatro anos. Mais informações, acesse www.natura.net/patrocinio.

Natura

A Natura é a maior fabricante brasileira de cosméticos e conta atualmente com 5.698 colaboradores. A empresa opera por meio da venda direta e contabiliza 850 mil consultoras e consultores no Brasil e no Exterior. Além do Brasil, também está presente na França e em outros sete países da América latina: Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Venezuela e México, além da Bolívia, onde atua via distribuidor local. Na França, em Paris, a corporação mantém a sua única loja mundial e um centro-satélite de pesquisa e tecnologia.


NATURA APRESENTA: ALIÉSKEY VIANNA E QUARTETO TARON LANÇAMENTO do CD - “Ritmos e Danças – Música Pan-Americana para Violão e Quarteto de Cordas”
Grande Teatro do Palácio das Artes (av. Afonso Pena, 1.537, centro)
27 de abril, terça-feira, 20H
Mais Informações – 3236 7300
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia-entrada)