Próximos Eventos

1
2
7
4
6
5
3
?1468001446

Festivais

Festival Internacional de Acordeon 14/05/2017

175

Chega à BH mais uma edição do Festival Internacional de Acordeon – FIA

Programação vai trazer importantes nomes do instrumento do nosso estado, do país e do exterior, além de apresentações inéditas

 

O Festival Internacional de Acordeon – FIA tem se tornado uma atração tradicional no calendário cultural da cidade, e completando a sua 4º edição, realizará durante os dias 10, 11, 12, 13 e 14 de maio, no Sesc Palladium, mais uma programação com consagrados acordeonistas do Brasil, Argentina e Itália. O Festival vai apresentar os mais diversos gêneros e revelar a versatilidade do instrumento, que permite melodias suaves até harmonias vibrantes e em diferentes timbres.

 

Em suas últimas edições, o festival trouxe reconhecidos nomes, e este ano, não será diferente. Entre os convidados estão atrações locais, nossos anfitriões, que têm divulgado o instrumento em nosso estado e no país, como os mineiros Lucas Viotti e Lucas Telles, Toninho 8 Baixos, Sanfonada Mineira, Orquestra Ouro Preto e Projeto Brasil. A programação, que contará com apresentações no Teatro de Bolso e no Grande Teatro do Sesc Palladium, além de performance gratuita no Foyer Rio de Janeiro. Para esta 4ª edição do FIA, três acordeonistas locais: Marx Marreiro, Léo Magalhães e Julian Tarragô criaram a “ Sanfonada Mineira” e farão show inédito, o grupo argentino de tango fusion “La Cachiporra” virá pela primeira vez ao Brasil, o virtuose do acordeon nordestino Beto Hortis se apresentará com seu quarteto e também o italiano Vince Abbracciante trará seu último trabalho gravado no CD Sincretico com um trio italiano e quarteto de cordas mineiro.

 

O encerramento, no dia 14, será dentro da Série Domingos Clássicos, projeto realizado pelo Sesc  Palladium em parceria com a Orquestra Ouro Preto, que nesta edição convidará o Projeto Brasil, formado por Célio Balona - acordeon, Clóvis Aguiar- piano e Milton Ramos - contrabaixo. Com regência do maestro Rodrigo Toffolo, será apresentado um repertório com composições de Cartola, Gonzaguinha, Tom Jobim, Edu Lobo, Chico Buarque e Dominguinhos, arranjadas especialmente para a orquestra de cordas.

 

O FIA é uma realização do músico Célio Balona e da Veredas Produções, patrocinado pelo Instituto Unimed-BH através dos recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte - Fundação Municipal de Cultura sob o nº 376/2015/IF e conta com a parceria do Sesc em Minas.

 

Confira a programação completa!                                     

 

Dia 10 de maio - 19h30

Teatro de Bolso do Sesc Palladium

Quarta Instrumental apresenta: Duo Lucas Viotti e Lucas Telles (Minas Gerais)

Parceiros de longa data, Lucas Viotti e Lucas Telles celebram o encontro do acordeon com o violão. A dupla toca há 5 anos e durante esse período consolidou um trabalho ambientado na música instrumental brasileira, com raízes no choro, forró, baião, frevo, entre outros ritmos. O repertório passeia por compositores como Dominguinhos, Pixinguinha, Sivuca e Tom Jobim, além de composições autorais. Lucas Viotti é integrante do grupo Baião Caçula e está em fase de pré-produção de seu primeiro CD solo, que terá direção musical e arranjos de Lucas Telles, músico integrante do grupo Toca de Tatu, vencedor do 13º Prêmio BDMG Instrumental e que acompanha e compõe para os principais nomes da música em Minas Gerais. 

 

 

Dia 11 de maio - 12h30 às 13h30

Foyer Rio de Janeiro – Sesc Palladium

Esquenta Festival Internacional de Acordeon: Toninho 8 Baixos (Minas Gerais)

Antonio Fortunato, restaurador e afinador de sanfonas e acordeons muito respeitado no país, é popularmente conhecido como Toninho dos 8 Baixos. Natural de Caratinga, Toninho começou sua vida musical ainda criança e aos sete anos já promovia shows de forró na região onde morava. Hoje, aos 69 anos além da sanfona de 8 baixos, toca também acordeon.

Dia 12 de maio - 20h30

Grande Teatro do Sesc Palladium

 

Sanfonada mineira (Minas Gerais)

"Minas são muitas". Esta célebre frase de Guimarães Rosa ilustra o quanto Minas Gerais é diversificada. Na música não é diferente, Minas é um mar de ideias, coloridos, vocabulários, sotaques e sons e a sanfona tem um papel muito importante neste universo. Com o objetivo de levar o público aos anos dourados da sanfona, a Sanfonada Mineira reúne acordeonistas em uma viagem pelos diversos estilos musicais brasileiros. Com um repertório que passeia entre o forró, o choro, a valsa, o chamamé e as canções populares brasileiras. A Sanfonada Mineira é composta pelos acordeonistas Marx Marreiro, Léo Magalhães e Julian Tarragô, que serão acompanhados pelos músicos Bruno Vellozo (baixo), Ramon Braga (bateria) e Samy Erick (guitarra e violão).

- Marx Marreiro

Iniciou seus estudos no acordeon em 2002 em aulas particulares com o ex-regente da Banda da Polícia Militar de Minas Gerais e Maestro Maurício Oliveira Mory. Em 2009 ingressou no curso de música do Centro de Formação Artística do Palácio das Artes (CEFAR). Em 2015 teve sua pesquisa sobre o acordeon aprovada e apresentada pessoalmente no Congresso de Música de San Juan -Argentina. Em 2016 se formou no curso de Licenciatura em Música da Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG. 

- Léo Magalhães

Nasceu em Belo Horizonte e vem de uma família de músicos. Seu pai era um exímio acordeonista e acabou influenciando de forma direta a formação de seu filho. Leo estudou por 10 anos, iniciando-se aos 6, com o renomado maestro e acordeonista italiano Evandro Pinot, de quem extraiu um enorme conhecimento para estilos como o choro, a valsa, o samba e o baião. Hoje em dia é um dos mais requisitados acordeonistas para atuação em várias bandas no cenário mineiro.  

- Julian Tarragô  

Nascido em Porto Alegre é pianista, acordeonista, arranjador e compositor. Filho da artista plástica gaúcha Clarice Tarragô Rosa e do também músico instrumentista argentino Lúcio Yanel (mestre de Yamandu Costa). Formado na Universidade de Música Popular Bituca, na cena instrumental integra o grupo de música contemporânea "O couro acorda o Vento”.  Já dividiu palcos, gravações com Beto Lopes, André Limão, Jorge Continentino, Ivan Corrêa, Lucio Yanel, Saulo Laranjeira, Júlio Ramirez, Rogério Delayon, Newton Bastos, Michele Andreazzi, Marina Gomes, Aloízio Horta, Túlio Araujo,Lucas Telles, entre outros. 

 

La Cachiporra - Tango Fusion (Argentina)

O La Cachiporra é integrado por músicos com longa trajetória na música popular rio-platense. Formado por Bucky Arcella (baixo elétrico), Oscar Cammarota (piano), Fernando Taborda (bandoneon) e o músico convidado Nacho Piana (bateria), o grupo interpreta diversos ritmos como tango, milonga e candombe, além de composições autorais, desenvolvendo fusões rítmicas, harmônicas e muita improvisação.

 

- Fernando ‘Quena’ Taborda

Fernando ‘Quena’ é bandoneonista, arranjador e compositor. Fez parte de várias formações de grupos de tango e acompanhou diversos artistas, como Rodolfo Mederos, Alberto Cortéz e Gilberto Santa Rosa. Participou de festivais internacionais na Argentina, Cuba, Brasil, Itália, Espanha e Inglaterra. Integrou a Companhia Tangokinesis, de Ana Maria Stekelman, na Ópera Tango e Tango Vals Tango, em Berlim e Catânia. O músico leciona nas escolas E.M.B.A. e S.A.D.E.M., na Argentina.

- ‘Bucky’ Arcella

Baixista, arranjador e compositor, Bucky possui grande experiência na música popular argentina. Acompanhou cantores e instrumentistas nacionais e estrangeiros de diferentes estilos como tango, jazz, bossa, fusion e afro-cubano em turnês na Argentina e no exterior. Compositor de trilhas sonoras para filmes, documentários e publicidade, lançou CDs solo autorais. É baixista titular da Sinfônica Municipal de Morón e desde 1989 é dono da cadeira de baixo elétrico na escola da S.A.D.E.M - União Argentina de Músicos. Atualmente, integra o Trio de Buenos Aires e acompanha artistas e bandas como Rodolfo Mederos Quinteto, Dino Saluzzi, Guillermo Fernández, María Estela Monti, Horacio Larumbe, entre outros.

- Oscar Cammarota

Desde criança, paralelo aos estudos de música clássica, o pianista já se interessava pela música popular e na fusão dos gêneros. Ao lado do músico Emilio Kauderer, integra o Elektricdreams, primeiro grupo argentino a usar computador ao vivo, apresentando-se junto a músicos como Hugo Pierre, José Luis Colzani e Claudio Gabis. Acompanhou importantes nomes, entre 

eles Valeria Lynch, Chico Novarro, Daniel Mazzitelli e Enrique Pinti, com o qual trabalhou nas comédias musicais Santa Criolla e El Infierno del Pinti, para o qual realizou arranjos.

- Nacho Piana

O baterista e percussionista argentino iniciou sua trajetória musical ainda criança. Se formou como baterista com o maestro Noberto Minichillo e como percussionista, com Facundo Guevara. Atuou em gravações e apresentações de artistas como Silvina Garré, Nito Mestre, Ruben Goldín, Adrian Abonizio, Samba Quipildor, Alejandro del Prado, Ica Novo, Dilene Ferraz, entre outros. Hoje, além de integrar o La Cachiporra, faz parte do La Tranquera, Los Faroles, Sebastián Lama e Florencia Ita.

 

 

Dia 13 de maio - 20h30

Grande Teatro do Sesc Palladium

 

Beto Hortis (Pernambuco)

O Nordeste é berço para diversos ritmos musicais consagrados em todo mundo. No Recife, Beto Hortis se destaca especialmente no forró e no frevo, com 15 anos de carreira solo e 4 CDs lançados. Seus primeiros passos e acordes foram com seu avô e com Mestre Bibiu, referência na região. A música proporcionou a Beto Hortis conhecer cidades como Brasília, Fortaleza e ir além, como em sua turnê por Nova Iorque. Tocou ao lado de Jorge de Altinho, Alcymar Monteiro, Dominguinhos, Fafá de Belém, Geraldo Azevedo, Xico Bizerra e Spok Frevo Orquestra. Em 2014, recebeu o Troféu Gonzagão e o e o título de cidadão de Carnaíba, terra do compositor Zé Dantas. Além de tocar, começou a cantar e compor, seguindo os passos de Luiz Gonzaga, que dizia que “sanfoneiro que não canta, não ganha dinheiro”. Para quem cresceu ouvindo Sivuca e Oswaldinho, executar e ainda criar em outros ritmos seria uma ousadia natural. Foi assim que o artista transpôs marchas e frevos para o forró e também promoveu o encontro musical entre forró e maracatu, em um dos seus principais trabalhos, Frevo Sanfonado, lançado em 2011.

 

Vince Abbracciante (Itália)

Vince Abbracciante – Acordeon; Nando Di Modugno – Violão; Giorgio Vendola – Contrabaixo; Quarteto de Cordas Barros: Elias de Barros – 1º Violino; Hosana de Barros – 2º Violino; Eliseu de Barros – Viola; Lucas de Barros – Violoncelo

O espetáculo preparado pelo acordeonista italiano para sua apresentação no FIA é baseado em seu último CD "Sincretico". Um álbum conceitual composto de oito composições originais para acordeon, violão, contrabaixo e quarteto de cordas. Todas as músicas são de Vince Abbracciante. O álbum (Dodicilunerecords, 2017) não pertence a uma categoria convencional de música e representa uma síntese das experiências musicais de Abbracciante em sua carreira. Jazz, música popular brasileira, canções italianas, tango, música clássica, experimentos eletrônicos, trilhas sonoras, música dos Balcãs e as colaborações com algumas orquestras se reúnem em um magma emocional que caracteriza toda a obra. O Dicionário de Jazz Italiano de 2014 apresenta Vince Abbracciante como “uma estrela nascente do acordeon, com uma técnica remarcável, tem swing, sensibilidade e toca com muito talento todos os tipos de música”.  Sincretico abre as portas de um caleidoscópico e excitante mundo.

 

Nascido em Otsuni, Itália, Vince estudou música com seu pai, Franco A. Sanese. Também estudou e participou de master classes com Franco D'Andrea, Tommaso Bruno, Richard Galliano, Leandre Joelle, Steve Potts, Roberto Gatto, Moroni Dado e formou-se em jazz no Conservatório Nino Rota Monopoly, sob a orientação de Gianni Lenoci. Em 2000, ganhou o Concurso Internacional de Città di Castelfidardo e, em 2003, ganhou o Troféu Mundial de Acordeon. Desde 2000, é o embaixador da Borsini acordeons. Em 2011 foi premiado novamente no Festival Internacional de Fisarmônica em Castelfidardo Itália e em 2013 como “Melhor Músico 2013” pelo Festival ARGOJAZZ

 

 

Grande Teatro do Sesc Palladium

Série Domingos Clássicos apresenta: Orquestra Ouro Preto convida Projeto Brasil (Minas Gerais)

Formado pelo compositor e acordeonista Célio Balona, pelo pianista Clóvis Aguiar e pelo contrabaixista Milton Ramos, o Projeto Brasil se une à Orquestra Ouro Preto em um concerto que privilegia grandes temas da música popular brasileira. Com regência do maestro Rodrigo Toffolo, o repertório reúne composições de Cartola, Gonzaguinha, Chico Buarque, Tom Jobim, Edu Lobo e 

Dominguinhos, em arranjos inéditos para orquestra de cordas. O concerto promove um encontro entre a música popular e erudita, dialogando com o trabalho que a Orquestra Ouro Preto desenvolve desde sua formação.

 

 

SERVIÇO

FESTIVAL INTERNACIONAL DE ACORDEON – FIA

De 10 a 14 de maio, no Sesc Palladium

 

10/05 (Quarta-feira)

19h30

Teatro de Bolso do Sesc Palladium

Quarta Instrumental apresenta: Duo Lucas Viotti e Lucas Telles (MG.Brasil)

* Ingressos: R$10 (inteira), R$5 (meia-entrada). Comerciários cadastrados têm 60% de desconto.

 

11/05 (Quinta-feira)

12h30

Foyer Rio de Janeiro – Sesc Palladium

Esquenta Festival Internacional de Acordeon: Toninho 8 Baixos (MG.Brasil)

* Acesso Gratuito.

 

12/05 (Sexta-feira)

20h30

Grande Teatro do Sesc Palladium

Sanfonada Mineira (MG.Brasil)

La Cachiporra - Tango Fusion (Argentina)

* Ingressos: R$30 (inteira), R$15 (meia-entrada). Comerciários cadastrados tem 60% de desconto.

 

13/05 (Sábado)

20h30

Grande Teatro do Sesc Palladium

Beto Hortis (PE.Brasil)

Vince Abbracciante - Sincretico (Itália) 

* Ingressos: R$30 (inteira), R$15 (meia-entrada). Comerciários cadastrados tem 60% de desconto.

 

14/05 (Domingo)

11h

Grande Teatro do Sesc Palladium

Domingos Clássicos apresenta: Orquestra Ouro Preto convida Projeto Brasil (MG.Brasil) 

* Ingressos: R$10 (inteira), R$5 (meia-entrada). Comerciários cadastrados têm 60% de desconto.

 

 

Venda de ingressos nas bilheterias do Sesc Palladium – Rua Rio de Janeiro, 1.046, e na Av. Augusto de Lima, 420, no Centro de Belo Horizonte. Terça a domingo, das 9h às 21h – e através do site www.tudus.com.br .

Informações – 31 3270-8100

 

 

 

Assessoria de imprensa: Beth Santos – (31) 99123-8000 – Favor não divulgar este número.