Próximos Eventos

1
7
2
4
6
5
3
?1468001446

BH Instrumental

Nos anos 1997/98 a VEREDAS realizou com muito sucesso de público e crítica a “Série Instrumental”, projeto que trouxe pela primeira vez a Belo Horizonte grandes nomes do jazz como John Anderson, Paquito D´Rivera, Gonzalo Rubalcaba, Mike Stern, Joe Zawinul, e também grandes nomes da Música Instrumental Brasileira como Paulo Moura, Zimbo Trio, Guinga, Gilson Peranzzetta, César Camargo Mariano e Romero Lubambo e abriu espaço para grandes músicos mineiros como Juarez Moreira, Toninho Horta, Wagner Tiso, Chiquito Braga e muitos outros mais.
Em 2008, a “Série Instrumental” retornou ao cenário musical da cidade trazendo uma série de 9 espetáculos, sendo 4 no Teatro do Sesiminas – (BANDA MANTIQUEIRA, LEO GANDELMAN, RENATO BORGHETTI e BARBATUQUES), 2 do Grande Teatro do Palácio das Artes (JOBIM JAZZ e WAGNER TISO) e um espetáculo ao ar livre na Praça Marechal Floriano (CHICO AMARAL, JUAREZ MOREIRA E NIVALDO ORNELAS).
A cada edição foi oferecido um workshop gratuito aos músicos e estudantes de música da Grande Belo Horizonte e um ensaio aberto para estudantes da rede pública.
A partir de 2011, a Série Instrumental traz a “ SÉRIE BH INSTRUMENTAL”, com espetáculos na Praça Floriano Peixoto.
O projeto busca assim divulgar a música instrumental trazendo ao palco grandes instrumentistas com o objetivo de formar público para música e popularizar o acesso a espetáculos de qualidade desenvolvendo assim a consciência crítica dos cidadãos. Apoio Institucional: Instituto UNIMED-BH, com os benefícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura através de doações de pessoas físicas.

Carlos Malta e Pife Muderno 17/12/2009

16

CARLOS MALTA E PIFE MUDERNO NO BH INSTRUMENTAL

Última edição do projeto em 2009 recebe espetáculo que mistura flautas de diferentes etnias e evoca ritmos da cultura popular brasileira
 
“O Pife Muderno é como um portal aberto para o intuitivo musical, um universo ligado mais no som do que no tom. Um tanto misterioso, difícil de definir, é preciso ouvir" - Carlos Malta

Para encerrar 2009 em grande estilo, o projeto BH Instrumental recebe no próximo dia 17, quinta-feira, às 20h, para um grande show gratuito na Praça Floriano Peixoto em Santa Efigênia, o músico Carlos Malta e seu Pife Muderno, em um espetáculo que reverencia a música e a cultura popular. O BH Instrumental é uma realização da Veredas Produções com o apoio institucional do Instituto Cidadania Unimed-BH através de doações de pessoas físicas e conta com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.
Coordenado por Malta e integrado por Andréa Ernest Dias (flautas), Bernardo Aguiar (pandeiro, pratos e tarol), Durval Pereira (zabumba) e João Hermeto (percussão), o grupo concebe um som que, em síntese, é uma mistura de flautas de bambú de diferentes etnias. São utilizadas flautas em dó, em sol e as raras flautas-baixo em forma de bengala, além do saxofone soprano, dos pandeiros, da zabumba, do triângulo, das caixas e pratos, trazendo elementos tradicionais para conviverem com linguagens contemporâneas, criando assim um diálogo sem fronteiras.
O repertório destaca ritmos e temas que passam pela tradição e ao mesmo tempo projetam a vanguarda num novo universo sonoro, com recriações de clássicos de compositores brasileiros como “Ponteio” (Edu Lobo), “Açum Preto” e “Asa Branca” (Luis Gonzaga), e composições de Malta como “Tupyzinho”, “Lá no Suzano” e “Carááá ....caíííí”.
Experientes e versáteis, Malta e sua trupe dão um nó na teoria musical, passando a harmonia para os tambores, fazendo a zabumba virar piano e o pandeiro, contrabaixo.
O grupo tem passagens pela Sala Cecília Meireles no Rio de Janeiro (Brasil), no Percpan na Bahia (Brasil), no New Orleans Jazz and Heritage Festival (E.U.A), Festival de Caracas (Venezuela), Sabath Tókio, Essaouira Gnawa Festival no Marrocos,  Rock in Rio 3 (Rio de Janeiro/Brasil), na França no Cité de la Musique e no 22º Festival de Jazz et Musiques d’ailleurs d’Amien, no projeto “Cinema Tocado” participou das gravações da trilha sonora do filme “Eu Tu Eles”, no SESC Copacabana - Rio de Janeiro/Brasil.

O PROJETO

O BH Instrumental é o nome que a já conhecida Série Instrumental passou a assumir em 2009. A mudança não afeta a essência do projeto, que, realizado nos anos de 1997, 1998 e 2008, pela Veredas Produções, já trouxe a Belo Horizonte um rol extenso de importantes artistas que se dedicam à música instrumental, em shows de altíssima qualidade, com completa infra-estrutura e ingressos acessíveis.

BH INSTRUMENTAL
Carlos Malta e Pife Muderno
Praça Floriano Peixoto, em frente ao 1° Batalhão de Polícia,
Bairro Santa Efigênia
17 de dezembro - quinta-feira- 20 horas
GRATUITO
Informações- 3222-5271