Galeria

14/05/2016

Veredas Produções e Célio Balona apresentaram a Terceira Edição do festival Internacional de Acordeon – 2016

Próximos Eventos

1
2
7
4
6
5
3
?1468001446

Festivais

Veredas Produções e Célio Balona apresentaram a Terceira Edição do festival Internacional de Acordeon – 2016 14/05/2016

151

FIA traz grandes nomes do acordeon mundial para a capital mineira no mês de maio


Há três anos Minas Gerais, território privilegiado da música feita com originalidade, técnica e emoção, recebe o Festival Internacional de Acordeon, o FIA. Nesta edição, o festival acontece nos dias 12, 13 e 14 de maio, no Cine Theatro Brasil Vallourec, com realização do músico Célio Balona e da Veredas Produções. O patrocínio é da Fundação Municipal de Cultura e do Instituto Unimed-BH, em comemoração aos 45 anos da Cooperativa.

 

As noites do festival serão um espaço aberto para o encontro de gerações. A abertura da programação do FIA será com os mineiros do Toca de Tatu convidando o acordeonista Lucas Viotti, em apresentação inédita. Entre as atrações do festival, Roberto Fuccelli, Projeto Brasil & Quarteto de Cordas, Ricardo Herz e Samuca do Acordeon, João Frade e Munir Hossn, Oscar dos Reis Trio e Rodolfo Mederos Trio.

 

O duo Ricardo Herz e Samuca do Acordeon lança no FIA seu primeiro CD, Novos Rumos. O trabalho estreou em março deste ano e reúne canções autorais, parcerias e improvisações. Já o Projeto Brasil & Quarteto de Cordas, formado por Célio Balona, Clóvis Aguiar, Milton Ramos, e um quarteto de cordas convidado especialmente para o show, apresenta arranjos e releituras inéditas para o festival.

 

O FIA é um encontro de acordeonistas de todo o mundo. Durante os três dias de programação, o público poderá conferir osdiversos gêneros e a versatilidade deste instrumento, que proporcionam melodias e harmonias de muita personalidade.

 

Programação


12 de maio

20h – Toca de Tatu convida Lucas Viotti (MG.Brasil)

21h – Roberto Fuccelli (Itália)

22h – Projeto Brasil & Quarteto de Cordas (MG.Brasil)

13 de maio

20h30 – Ricardo Herz & Samuca do Acordeon (SP.RS.Brasil)

22h00 – João Frade & Munir Hossn (Portugal)

14 de maio

20h30 – Oscar dos Reis Trio – Oscar dos Reis, Rafael Diniz e Nino Henz (RS.Brasil)

22h – Rodolfo Mederos Trio – Rodolfo Mederos, Arnaldo de La Veja e Sergio Rivas (Argentina)

Conheça mais sobre os músicos:


- Toca de Tatu convida Lucas Viotti


O Toca de Tatu apresenta, desde 2011, um trabalho de pesquisa e valorização da música instrumental brasileira. Com forte influência do choro e da música erudita, o grupo já apresentou o seu trabalho em festivais no Brasil, na França, Holanda e Inglaterra. Formado por Abel Borges (percussão), Lucas Ladeia (cavaquinho), Lucas Telles (violão 7 cordas) e Luísa Mitre (piano e acordeon), o quarteto lançou seu primeiro CD em 2013, Meu amigo Radamés. Nesta apresentação, o grupo convida o acordeonista e compositor Lucas Viotti. O mineiro somará ao quarteto a sua vivência de música nordestina. No repertório do show, composições de diversos autores consagrados, como Radamés Gnattali, Tom Jobim, Dominguinhos e Sivuca.

- Roberto Fuccelli


O italiano Roberto Fuccelli é um músico consagrado no universo do acordeon. O instrumentista se formou no Conservatório de Florença, onde se dedicou ao acordeon, e no Conservatório de Perugia, sua cidade natal, onde estudou flauta. Professor de acordeon no Conservatório Santa Cecília, em Roma, Fuccelli é maestro da Orquestra Fuccelli de Acordeon. Já se apresentou em países como Alemanha, Noruega, Dinamarca, Suíça, França e Estados Unidos. O acordeonista subiu ao palco ao lado de grandes nomes da música, entre eles, Frank Marocco, Coba e Daniele Di Bonaventura.

- Projeto Brasil & Quarteto de Cordas


Formado pelos consagrados Célio Balona, Clóvis Aguiar e Milton Ramos, o Projeto Brasil se dedica à releitura de grandes compositores brasileiros e composições autorais, com arranjos modernos e criativos. O trio propõe uma formação instigante e não convencional, com a união do piano, teclado, acordeon e contrabaixo acústico. Para a terceira edição do FIV, o projeto se apresenta com um quarteto de cordas. Célio Balona é compositor, arranjador, tecladista, acordeonista e vibrafonista. Além de gravações e shows, o músico se dedica a trilhas sonoras para cinema. O pianista e compositor Clóvis Aguiar se formou com os professores Wilson Cúria e Ian Guest. Durante oito anos, atuou profissionalmente na França. No Brasil, se apresentou ao lado de artistas consagrados, como Milton Nascimento, Paulinho Pedra Azul, Juarez Moreira, Toninho Horta, Léo Gandelman, Paulinho da Viola, Alcione, Jair Rodrigues e Elza Soares. O contrabaixista Milton Ramos tocou com Nivaldo Ornelas, IdrissBoldrioua, Túlio Mourão e Chico Amaral. Em 2011, representou o Brasil, ao lado de Fausto Borém, na Convenção Internacional de Contrabaixistas, realizada em Indianápolis.

- Ricardo Herz & Samuca do Acordeon


O duo Ricardo Herz (violinino) e Samuca (acordeon) foi criado em 2012, e tem como inspiração ritmos brasileiros, como o frevo e o choro, e latinos, como o tango e o chamamé. Em março de 2016, a dupla lançou seu primeiro CD, Novos Rumos, com canções autorais, parcerias e improvisações. Herz tem cinco CDs lançados e se apresenta em importantes festivais nacionais e no exterior. O acordeonista Samuca cresceu ouvindo a tradição musical do Rio Grande do Sul, da qual o acordeon faz parte. Seu CD solo de estreia foi gravado em 2010. Em 2013, lançou seu DVD, no qual explora o acordeon em diferentes gêneros e ritmos musicais.

 

- João Frade & Munir Hossn

João Frade nasceu em Portugal. O virtuoso acordeonista participou de diversos festivais e venceu premiações dedicadas ao instrumento. Desde o início da carreira, apresenta o repertório regional, como o corridinho, o baile mandado, as valsas de dois passos e os bailes de roda. Do outro lado do oceano, o brasileiro Munir Hossn mergulha nas melodias e ritmos africanos. Sua carreira internacional começou em 2003, e conta com indicação ao Grammy e parcerias com grandes nomes do jazz e da worldmusic. Entre as turnês destes músicos consagrados, surgiu o duo João Frade & Munir Hossn. A música portuguesa misturada ao swingue baiano conduziu a dupla a melodias e harmonias autorais.

 

- Oscar dos Reis Trio

Natural de Sertão Santana, Oscar dos Reis iniciou seus estudos musicais em 1980, com o maestro Carlos Cunha. Para se aperfeiçoar no bayan, versão russa do acordeon, viajou para Moscou, onde estudou na Academia Gnéssis, com os professores WiatcheslavSemionov e Friedrich Lips. Estudou também na Itália e na Espanha. Professor de acordeon, Oscar se divide em apresentações solo, duos, trios, quartetos e quintetos. Em seu repertório, o instrumentista interpreta composições autorais e obras de compositores como Radamés Gnatalli, AstorPiazzolla, Semionov, Zolotariow, entre outros. Para o FIV, Oscar dos Reis convocou os músicos Rafael Diniz (violão 7 cordas) e Nino Henz (contrabaixo acústico).

 

 

- Rodolfo Mederos Trio

O bandoneonista, compositor e arranjador Rodolfo Mederos já tocou ao lado de grandes nomes da música como Astor Piazolla, Osvaldo Pugliese, Daniel Baremboim, Joan Manuel Serrat, Mercedes Sosa, Tania Libertad, Luis Eduardo Aute e Miguel Proveda. Sua música é influenciada pela emoção e essência do tango. No trio, formado por Armando De La Vega (violão) e Sergio Rivas (contrabaixo), Rodolfo percorre as suas influências com maior intimismo, com repertório tradicional argentino, mesclado a tangos, valsas, milongas e outras expressões musicais.  Entre as composições, obras populares e sinfônicas. Armando De La Veja é diretor de estudos e docente de violão do Instituto Superior de Música Popular da Associação Argentina de Músicos. Se apresenta com Mederos há mais de 20 anos, e como solista, já subiu ao palco com a Orquestra Sinfônica de Oviedo e a Orquestra Municipal de Avellaneda, da Argentina. O contrabaixista Sergio Rivas está ao lado de Rodolfo Mederos há cerca de 15 anos. Atualmente, é solista da Orquestra Nacional de Música Argentina, “Juan de DiosFiliberto”, e do quinteto da fundação “AstorPiazolla”.

 

Instituto Unimed-BH

Associação sem fins lucrativos, o Instituto Unimed-BH foi criado em 2003 com a missão de conduzir o Programa de Responsabilidade Social Cooperativista da Unimed-BH. Os projetos desenvolvidos têm na saúde sua área prioritária, mas mantêm interface com outros campos por meio de cinco linhas de ação: Comunidade, Meio ambiente, Voluntariado, Adoção de Espaços Públicos e Cultura.

Em 2015, mais de 1,4 milhão de pessoas foram beneficiadas, direta e indiretamente, pelo Programa Cultural Unimed-BH. Mais de 4 milmédicos cooperados e colaboradores viabilizam este Programa ao escolher destinar parte do seu Imposto de Renda para o fomento de projetos socioculturais. A cada ano, as atividades conquistam aprovação e confiança, ampliando-se as adesões. Em comemoração aos 45 anos da Unimed-BH, o Programa Cultural patrocina a terceira edição do Festival Internacional de Acordeon. 

 

Serviço

FESTIVAL INTERNACIONAL DE ACORDEON – FIA

Grande Teatro do Cine Theatro Brasil Vallourec (Rua dos Carijós 258, Centro – BH / MG)

 

Dia 12/05 – quinta-feira

20h – Toca de Tatu convida Lucas Viotti

21h – Roberto Fuccelli

22h – Projeto Brasil & Quarteto de Cordas

 

Dia 13/05 – sexta-feira

20h30 – Ricardo Herz & Samuca do Acordeon

22h00 – João Frade & Munir Hossn

 

Dia 14/05 – sábado

20h30 – Oscar dos Reis Trio (Oscar dos Reis, Rafael Diniz e Nino Henz)

22h – Rodolfo Mederos Trio (Rodolfo Mederos, Arnaldo de La Veja e Sergio Rivas)

 

Outras informações: (31) 3201-5211 / 3243-1964

Valor dos Ingressos: R$ 30,00 - meia-entrada para jovens de até 21 anos, estudantes, maiores de 60 anos. 

 

Local de compra dos ingressos:

Bilheteria do Cine Theatro Brasil Vallourec - Av. Amazonas, 315 – Centro ou site www.compreingressos.com

 

*Funcionamento da Bilheteria: Segunda a Sábado de 11h às 21h e Domingo de 11h às 19h.