Galeria

30/04/2016

Projeto Série BH Instrumental apresentou TRIO CAVIUNA E MARCELA NUNES E RENATO MURINGA.

Próximos Eventos

1
7
2
4
6
5
3
?1468001446

BH Instrumental

Nos anos 1997/98 a VEREDAS realizou com muito sucesso de público e crítica a “Série Instrumental”, projeto que trouxe pela primeira vez a Belo Horizonte grandes nomes do jazz como John Anderson, Paquito D´Rivera, Gonzalo Rubalcaba, Mike Stern, Joe Zawinul, e também grandes nomes da Música Instrumental Brasileira como Paulo Moura, Zimbo Trio, Guinga, Gilson Peranzzetta, César Camargo Mariano e Romero Lubambo e abriu espaço para grandes músicos mineiros como Juarez Moreira, Toninho Horta, Wagner Tiso, Chiquito Braga e muitos outros mais.
Em 2008, a “Série Instrumental” retornou ao cenário musical da cidade trazendo uma série de 9 espetáculos, sendo 4 no Teatro do Sesiminas – (BANDA MANTIQUEIRA, LEO GANDELMAN, RENATO BORGHETTI e BARBATUQUES), 2 do Grande Teatro do Palácio das Artes (JOBIM JAZZ e WAGNER TISO) e um espetáculo ao ar livre na Praça Marechal Floriano (CHICO AMARAL, JUAREZ MOREIRA E NIVALDO ORNELAS).
A cada edição foi oferecido um workshop gratuito aos músicos e estudantes de música da Grande Belo Horizonte e um ensaio aberto para estudantes da rede pública.
A partir de 2011, a Série Instrumental traz a “ SÉRIE BH INSTRUMENTAL”, com espetáculos na Praça Floriano Peixoto.
O projeto busca assim divulgar a música instrumental trazendo ao palco grandes instrumentistas com o objetivo de formar público para música e popularizar o acesso a espetáculos de qualidade desenvolvendo assim a consciência crítica dos cidadãos. Apoio Institucional: Instituto UNIMED-BH, com os benefícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura através de doações de pessoas físicas.

Projeto Série BH Instrumental apresentou TRIO CAVIUNA E MARCELA NUNES E RENATO MURINGA. 30/04/2016

150

Sábado de muita música e atrações especiais em BH

Projeto BH Instrumental inicia temporada de apresentações com músicos consagrados e da nova geração

 

No sábado, dia 30 de abril, o Instituto Unimed-BH, em parceria com a Veredas Produções, promove o primeiro show da série BH Instrumental do ano. Será uma dobradinha musical que acontece na parte da manhã, a partir das 11h, na Praça da Saúde, e à noite, às 19h30, na Praça Floriano Peixoto. Os convidados para abertura da programação do projeto são Arismar do Espírito Santo, que lança seu CD comemorativo na capital, Celso Moreira Quarteto, Marcela Nunes e Renato Muringa e Trio Caviúna. As atrações também integram o projeto Circuito Instituto Unimed-BH, em comemoração aos 45 anos da Cooperativa.

 

Quem abre o BH Instrumental na manhã de sábado são os grupos selecionados pelo edital de Bandas Instrumentais 2016 – Circuito Instituto Unimed-BH. A Praça da Saúde será palco para shows de chorinho com músicos de destaque da nova cena em BH. O Trio Caviúna se apresenta às 11h, com “Alma de Violões”. Os músicos Humberto Junqueira, Gustavo Monteiro e Artur Pádua trazem um repertório de clássicos e composições contemporâneas e autorais, resgatando a riqueza do instrumento que representa a tradição da música instrumental popular brasileira.

 

Em seguida, Marcela Nunes e Renato Muringa, parceiros dentro e fora do palco, apresentam o show “Em Casa”. As composições interpretadas pela dupla, acompanhada de Agostinho Paolucci e Luisa Mitre, integram o CD autoral dos músicos, lançado em outubro de 2015.

 

Ao cair da noite, a Praça Floriano Peixoto entra em cena. Às 19h30, o também selecionado pelo edital de bandas Celso Moreira Quarteto apresenta “Cenas Brasileiras”. O consagrado compositor, guitarrista e violonista sobe ao palco ao lado Christiano Caldas, André Queiroz e Milton Ramos. Os arranjos são de autoria do próprio Celso Moreira, assim como algumas composições, intercaladas com pérolas de Tom Jobim, Pixinguinha, Noel Rosa, Wes Montgomery, entre outros.

 

Para encerrar a programação de abertura do BH Instrumental, Arismar do Espírito Santo assume o comando da Praça Floriano Peixoto e lança seu mais novo CD no show “Roda Gingante”, que comemora os seus 60 anos. Instrumentos como  acordeon, guitarra elétrica, violão 7 cordas e contrabaixo dão vida às composições interpretadas por Leonardo Amuedo, Bebe Kramer e Thiago Espírito Santo.

 

Conheça mais sobre os artistas convidados:

- Arismar do Espírito Santo

Referência em vários instrumentos, Arismar é multi-instrumentista, arranjador e compositor. Sua música é reconhecida pelas harmonias inusitadas, improvisos melódicos, ritmo contagiante e muita criatividade. Com 60 anos, e mais de 40 dedicados a música, o artista já se apresentou em turnês no país e no exterior, ao lado de Hermeto Pascoal e Nenê. A Orquestra Jazz Sinfônica e a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo apresentaram concertos especiais com as composições de Arismar, que também atuou como solista. Arismar do Espiríto Santo recebeu o Prêmio Sharp de Música, o Prêmio Funarte e foi eleito um dos dez melhores guitarristas do Brasil. Com seis CDs lançados, Arismar é também colaborador das revistas Brasileiros e Guitar Player.

 

- Celso Moreira

Celso Moreira é compositor, guitarrista e violonista autodidata. Ao longo de sua carreira fez parcerias musicais com Fernando Brant, Murilo Antunes, entre outros.  Atuou como instrumentista de músicos como Milton Nascimento, Nivaldo Ornelas e Wagner Tiso. Em 1992, recebeu o troféu Faísca como músico mais atuante do ano, e em 2001 e 2006, foi consagrado pelo Prêmio BDMG Instrumental. Seu primeiro álbum solo foi lançado em 2007, Celso Moreira Autoral. Atualmente, o músico também é professor de harmonia, guitarra e violão.

 

 

- Trio Caviúna

Formado por Humberto Junqueira (violão 6 cordas), Gustavo Monteiro (violão 7 cordas) e Artur Padua (violão 6 cordas), o Trio Caviúna destaca o instrumento como um dos principais na música instrumental brasileira. Com arranjos inéditos e o peso dos três violões juntos, o trio apresenta uma sonoridade singular e que consagra a riqueza da música instrumental no estado.

 

- Marcela Nunes e Renato Muringa

Os músicos e compositores realizam há alguns anos trabalhos de pesquisa, criação e interpretação de música instrumental brasileira, com especial dedicação ao choro. Em 2012, a dupla fundou o grupo Choro Nosso, que divulga o choro produzido em Minas Gerais. Recentemente, Marcela Nunes e Renato Muringa lançaram o CD “Em Casa”.

 

Instituto Unimed-BH

Associação sem fins lucrativos, o Instituto Unimed-BH foi criado em 2003 com a missão de conduzir o Programa de Responsabilidade Social Cooperativista da Unimed-BH. Os projetos desenvolvidos têm na saúde sua área prioritária, mas mantêm interface com outros campos por meio de cinco linhas de ação: Comunidade, Meio ambiente, Voluntariado, Adoção de espaços públicos e Cultura.

 

Em 2015, mais de 1,4 milhão de pessoas constituíram o público beneficiado, direta e indiretamente, pelas linhas de atuação do Instituto e a platéia total dos espetáculos apoiados pelo Programa Cultural, por meio do qual os cooperados escolhem destinar parte do seu Imposto de Renda para o fomento de ações socioculturais. A cada ano, as atividades conquistam aprovação e confiança, ampliando-se as adesões. Atualmente, mais de 4 mil médicos cooperados e colaboradores incentivam a arte e a cultura.

 

Circuito Instituto Unimed-BH

Criado para estimular a saúde e o bem-estar ao ar livre, o Circuito Instituto Unimed-BH, realizado pelo Instituto Unimed-BH, oferece gratuitamente atividades físicas, de lazer e socioculturais em espaços públicos: Praças da Saúde e Floriano Peixoto, em BH, e Praça Milton Campos, em Betim. Somente em 2015, foram realizadas mais de 35 apresentações culturais, além de aulas de Tai chi chuan, alongamento e caminhada orientada, beneficiando mais de 23 mil pessoas. As atividades são gratuitas e abertas ao público. Neste ano, a programação do Circuito durante todo o ano será em comemoração aos 45 anos da Cooperativa.

 

Projeto BH Instrumental

Realizado pela Veredas Produções, o projeto integra o Circuito Instituto Unimed-BH e busca divulgar a música instrumental. A série traz aos palcos grandes instrumentistas, com o objetivo de formar público para música e popularizar o acesso a espetáculos de qualidade, desenvolvendo, assim, a consciência crítica dos cidadãos. Conta com o Patrocínio do Instituto Unimed-BH, com os benefícios da Lei Federal de Incentivo à Cultura por meio de doações de pessoas físicas.

 

Serviços:

PROJETO SÉRIE BH INSTRUMENTAL

Dia 30 de abril – sábado, a partir das 11h – Praça da Saúde – Bairro Grajaú (Av. Silva Lobo)

TRIO CAVIÚNA E MARCELA NUNES E RENATO MURINGA

 

Dia 30 de abril – sábado, a partir das 19h30 – Praça Floriano Peixoto

CELSO MOREIRA QUARTETO APRESENTA “CENAS BRASILEIRAS”. 

ARISMAR DO ESPÍRITO SANTO NO LANÇAMENTO DO CD “RODA GINGANTE” E COMEMORANDO SEUS 60 ANOS.

 

Informações- 3222 5271 / Entrada franca

Patrocínio: Instituto Unimed-BH